Posts Tagged 'computer science'

Vídeo promocional do insituto que trabalho (INESC-ID Lisboa)

Muita modernidade. O Insituto que trabalho aqui em Portugal (INESC-ID Lisboa) fez um vídeo promocional e tem um canal do Youtube com vídeos sobre os projetos. Meu deus, é mais que moderno, é pós-moderno-contemporâneo-renascentista-pós-apocalíptico (do mal!). Por algum motivo injustificável desativaram embutir o vídeo. Ele está aqui.

PS: Google Earth é default agora pra fazer esses vídeos que começam do espaço pra acabarem numa foto área das ruas, né?

Um pouco sobre onde eu trabalho

O INESC-ID (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Investigação e Desenvolvimento em Lisboa) é um instituto de pesquisa e desenvolvimento ligado a algumas universidades, principalmente a Universidade Técnica de Lisboa (UTL) e seu Instituto Superior Técnico (IST).

Há aqui uma vasta gama de unidades de pesquisa, tratando de assuntos como Redes de Comunicação, Algoritmos para Otimização e Simulação, Processamento de Sinais, Automação, Bioinformática, Engenharia de Software e, no meu caso, Gerenciamento de Dados e Recuperação de Informação (Data Management and Information Retrieval – DMIR) .

A unidade que eu trabalho na rua Alves Redol, Alameda, Lisboa. Escritórios com varanda ;)

A unidade que eu trabalho na rua Alves Redol, Alameda, Lisboa. Escritórios com varanda ;)

O DMIR está envolvido na pesquisa e no desenvolvimente de soluções no estado-da-arte para grandes volumes de dados. Foca-se nos problemas de gerenciamento de dados, por exemplo: Extração de dados, armazenamento, classificação e recuperação de documentos textuais, mineração de dados, engenharia de ontologias e Web semântica.

E se os filósofos fossem programadores?

Se você olhar direitinho, o código reflete como o programador percebe o problema e sua solução. Antes de programar, os desenvolvedores gastam algum tempo pensando no problema, identificando propriedades importantes e suas conexões subjacentes, num processo que revela  o modo que eles percebem situações do mundo real. Analogamente, filósofos estão constantemente tentando identificar as mais importantes propriedades de questões como A Vida, O Universo e Tudo o Mais.

Marvin foi capaz de resolvers os maiores problemas matemáticos, químicos, biológicos, sociológicos, filosóficos e psicológicos do Universo, excepto seus próprios problemas!

Marvin foi capaz de resolvers os maiores problemas matemáticos, químicos, biológicos, sociológicos, filosóficos e psicológicos do Universo, excepto seus próprios problemas!

Assim podemos fazer um mapeamento entre as idéias de linguagens de programação e as idéias que os filósofos tiveram ao longo dos séculos. É perfeitamente razoável considerar linguagens de programação como diferentes filosofias em um mundo virtual, onde entidades existem e interajem entre si. Até as perguntas fundamentais podem sofrer uma profunda transformação, por exemplo, “O que é auto-consciência?” pode ser refraseada como “O que é reflexão?”.

Então e se os filosófos fossem programadores? Que linguagens eles usariam?

Continue lendo ‘E se os filósofos fossem programadores?’


posts por mês

assine esse blog

minhas tuitadas

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

favoritos@del.icio.us

eu uso





Powered by FeedBurner

estatística

  • 16,109 acessos
maio 2017
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031