Web Semântica e o efeito do Fax

Lendo o livro do Peter Mika, Web Semântica e Redes Sociais, na parte sobre a adoção da Web semântica, se fala do efeito do Fax, que emperra a adoção em larga escala de RDF e OWL, p. ex.

É mais ou menos assim: quando as primeiras máquinas de Fax entraram no mercado, tinham um preço alto e eram inúteis… Por quê? A utilidade delas vêm do fato de serem capazes de se comunicar com outras. Assim, seu valor de utilidade só emerge proporcionalmente a quantidade de usuários que adotam a novidade. Isso também acontece com tecnologias semânticas, que prometem um mundo de integração, reuso e inferência em dados distribuídos por muitos sítios na Web.

O efeito do Fax será superado!

O efeito do Fax será superado!

E quando é que a Web Semântica será uma tecnologia (1) atrativa, (2) interessante e finalmente (3) indispensável para que haja adoção? Veremos.

Um programador não vai ser um early adopter (1) de tecnologias semânticas caso o big boss não imponha dizendo que é uma ferramenta interessante (2) pra gerir e apresentar o conhecimento dos empregados sobre o domínio da aplicação. Empresas inovadoras estão na fase (1) – há boas idéias por aí e sítios começando. Estes vão fazer gerentes acharem as tecnologias aplicáveis nas empresas (2).

Se todas as empresas usam Fax, o problema pode ser financeiro (3). Clientes são perdidos porque não se adotou uma tecnologia, empresas podem fechar por não terem entrado no campeonato nas fase (1) ou (2). Hoje em dia, quem não faz absolutamente nada com AJAX, PERDE mercado. Quem perder mercado porque não tem um site semantic-aware, adotará a Web 3.0 (3!).

Só não vai atrás da Nova Web quem já morreu!

Só não vai atrás da Nova Web quem já morreu!

O que acontece é: Empresas querem produtividade e talvez só adotem (ou briguem por) uma coisa nova quando o Martin Fowler ou algum guru disser que é bom! Ou quando doer no bolso!

Infelizmente, há ainda muitos gaps na infra-estrutura da Web Semântica: API’s, ferramentas de autoria de ontologias, integração de bancos de dados legados, etc. Pra mim, o que falta são as Killer Applications, que podem surgir a despeito dos gaps. Afinal, nenhum guru iria dizer que “redes socias isso, redes sociais aquilo” se não aparecessem Orkut, Wikipédia, YouTube, Flickr, Del.icio.us, etc.

Há muito para se percorrer, muitos entrarão no meio da competição, que sim, JÁ COMEÇOU. Mas quem não largar na frente pode perder a maratona!

5 Responses to “Web Semântica e o efeito do Fax”


  1. 1 Diogo Cabral quinta-feira, 13-novembro-2008 às 9:41 pm

    Talvez eu tenha entendido de forma errada, mas ficou parecendo algo como: Tirei minha carteira de motorista agora “só” falta o carro…

    Esses dias eu estava pensando e se não me falhe a memória, o termo web 2.0 foi criado após as Killer Apps. Hoje já temos o termo web 3.0, uma stack, owl, rdf… e “só” falta o mais importante, as Apps.

    Ah, aquela minha opnião que a web semântica não ia dar em nada mudou um pouco, graças ao RDFa.

  2. 2 Guilherme... sexta-feira, 14-novembro-2008 às 10:48 am

    Eu acho que o que está acontecendo hoje é que os problemas na Web estão sendo identificados e tentativas de solucioná-los estão sendo propostas, seja por meio de modelos, linguagens, ferramentas, etc. Fica a cargo dos desenvolvedores utilizar essas propostas para o desenvolvimento de aplicações mais interessantes. Acho que no final das contas isso que o Diogo comentou acaba se tornando um ciclo, ou seja, desenvolvimento de aplicações, identificação de limitações ou problemas, seguido de propostas para solucioná-los. No entanto, identificar o ponto de partida nesse ciclo é algo não trivial. Eu tenho um professor que afirma que fazer uma aplicação e depois ir em busca dos problemas que você conseguiu resolver com essa aplicação, não é a maneira mais interessante de fazer ciência. O ideal seria identifica os problemas que você quer solucionar, buscar/propor soluções e tentar validá-las por meio de aplicações. Provavelmente, as Killer App começarão a surgir a partir do momento que começarmos a utilizar as soluções propostas para os problemas que nós temos hoje, é só uma questão de tempo.

  3. 3 Diogo Cabral segunda-feira, 17-novembro-2008 às 8:17 am

    “tentar validá-las por meio de aplicações”

    Por que isso ainda não aconteceu? Afinal de contas, se a proposta, que teoricamente é a parte mais complicada, está pronta, por que não fazer a parte “fácil” e ficar rico vendendo a solução para o google?

    Jogar a culpa para o desenvolvedor não vai resolver, o pesquisador também deveria ser um desenvolvedor.

    E além disso, eu não consigo engolir aquela stack, Tim Berners-Lee está usando BDUF. ;-)

    *Ícaro, esse blog tem rss para comentários?

  4. 4 Guilherme... segunda-feira, 17-novembro-2008 às 4:04 pm

    Diogo, não estou jogando a culpa para os desenvolvedores. Também não me agrada a Web Semântica do tio Tim (apesar de não ter nenhuma solução melhor). Só tentei afirmar que os problemas na Web estão sendo identificados e propostas para solucioná-los estão sendo sugeridas (Web Semântica é uma delas). Outra coisa, Killer Apps não nascem do dia para a noite, ou você acha que os donos do Google acordaram um dia e falaram – Vamos fazer o sistema de busca mais foda da humanidade =/
    Lembro que quando estava estudando Web Semântica, li sobre várias aplicações (protótipos) que utilizavam as tecnologias da WS. Mas aparentemente nenhuma virou uma Killer App. Por que? Não sei. Vai ver as aplicações eram irrelevantes ou as tecnologias utilizadas eram um lixo… O ponto é que as melhores aplicações para WS começarão a surgir quando houver uma grande adoção das tecnologias, como RDF, ontologias e …
    Essa era a mensagem no meu comentário e no Post do Ícaro.

  5. 5 Ícaro Medeiros quinta-feira, 4-dezembro-2008 às 12:18 am

    A Web Semântica do Berners-Lee é uma visão, pode ser que a forma que as coisas aconteçam sejam diferentes.

    Tô com a opinião do Guilherme aí. A questão da killer application é trazer os olhos do mercado para as tecnologias semânticas, pra isso tem que ser uma aplicação realmente inovadora, revolucionária e que ganhe uma base de usuários.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




posts mais populares

posts por mês

assine esse blog

minhas tuitadas

favoritos@del.icio.us

eu uso





Powered by FeedBurner

estatística

  • 16,027 acessos
novembro 2008
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

%d blogueiros gostam disto: